quinta-feira, 17 de abril de 2014

O que dizer do gringo que diz que viu o que os gringos não devem ver?





Regras principais da ética no Jornalismo, 
no mundo: 

Objetividade, Imparcialidade, 

Verdade e Precisão, 

entre outras.







Muitos usuários da internet, exclusivamente do Facebook tomaram conhecimento nos últimos dias, da denúncia feita pelo "jornalista independente" dinamarquês Mikkel Jensen que se dizia decepcionado com a cidade de Fortaleza, e que desistira de fazer a cobertura dos jogos da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e retornou ao seu país de origem no último dia 14 de abril.

Matéria publicada no jornal Tribuna do Ceará, da cidade de Fortaleza, no mesmo dia da saída de Mikkel do Brasil, divulga na íntegra um depoimento deixado pelo suposto jornalista, onde ele diz que se preparou por dois anos para fazer a cobertura da Copa do Mundo no Brasil e que inclusive aprendeu português, veio ao país em setembro de 2013, primeiro para a cidade do Rio de Janeiro, e depois estabelecendo-se em Fortaleza, onde permaneceu até sua saída do país no dia 14 de abril.

Neste depoimento Mikkel Jensen expõe em tom romântico e dramático que voltaria à Dinamarca após seis meses de permanência no Brasil porque descobriu uma série de assassinatos de crianças de rua em Fortaleza e que segundo ele os crimes seriam ordenados pelas autoridades locais para que os estrangeiros não presenciassem miséria e pobreza nas ruas da cidade. 

Mikkel diz também que "durante cinco meses fiquei documentando as consequências da Copa. Existem várias: remoções, forças armadas e PMs nas comunidades, corrupção, projetos sociais fechando. Eu descobri que todos os projetos e mudanças são por causa de pessoas como eu – um gringo – e também uma parte da imprensa internacional. Eu sou um cara usado para impressionar."


Mikkel Jensen termina seu depoimento dizendo que "Hoje, vou voltar para Dinamarca e não voltarei para o Brasil. Minha presença só está contribuindo para um desagradável show do Brasil. Um show, que eu dois anos e meio atrás estava sonhando em participar, mas hoje eu vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para criticar e focar no preço real da Copa do Mundo do Brasil. Alguém quer dois ingressos para França x Equador no dia 25 de junho?" 




Para ler na íntegra esta matéria do jornal Tribuna do Ceará clique na imagem abaixo:



 tribuna do Ceará





Após sua saída do Brasil, Mikke Jensen publicou em sua página pessoal no Facebook uma foto sua com a legenda "Um gringo que viu o que os gringos não devem ver." e o depoimento deixado para o jornal Tribuna do Ceará na íntegra... não é preciso nem dizer que hoje, dia 17 de abril, esta página já tem mais de 5 mil seguidores, milhares de curtidas e algumas centenas de comentários.



A polêmica gerada por Mikkel Jensen foi além das páginas do Facebook e atingiu páginas de blogs, sites e jornais brasileiros, além de chegar aos noticiários de TV por todo o país.



Entre os comentários deixados na página pessoal de Jensen, estão muitos internautas que apoiam sua atitude, e outros que desaprovam ou mesmo desacreditam de suas afirmativas em relação aos problemas de Fortaleza.




Desde já deixo claro que sou da opinião de que toda e qualquer denúncia deve ser investigada, seja qual for a fonte que a divulga. 

E num caso como este, principalmente quando se trata da informação de que crianças estão sendo executadas numa "operação de limpeza" na cidade de Fortaleza.



Porém, não posso deixar de dizer que desde o início desta "novela" estranhei as atitudes deste "jornalista independente dinamarquês"... e nada melhor que o tempo para mostrar que este gringo não é tudo o que diz ser e pode até ter inventado esta história toda.

Até dois dias atrás o máximo que se via de notícias sobre o assunto eram simples reproduções do depoimento de Mikke Jensen... o máximo que vi diferente disso, ou melhor, ouvi, foram dois ótimos comentários, no dia 15 de abril, na rádio CBN, do colunista do Jornal O Globo, Arthur Xexel e do escritor Carlos Heitor Cony, membro da Academia Brasileira de Letras e editorialista da Folha de São Paulo... e ambos, em suas palavras deixaram bem claro, também estranharem as atitudes deste dinamarquês.

Quem quiser ouvir esta matéria da Rádio CBN na íntegra é só clicar na imagem abaixo:



  CBN



Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Só para os amigos!



Ontem também não vi nada de diferente... porém, hoje, dia 17 de abril, quinta-feira, véspera de "feriadão prolongado", os ventos a favor de Mikkel Jensen começam a tomar novos rumos...




A investigação do jornalista Igor Natusch 

sobre o gringo Mikkel Jensen



...o site Pragmatismo Político publicou extensa matéria de investigação sobre Mikkel Jensen, realizada pelo jornalista Igor Natusch, gaúcho de Porto Alegre, 33 anos, colaborador de vários jornais e mídias do país e editor do blog Natusch.

Em sua investigação Igor Natusch levanta pontos importantes sobre a identidade de Mikkel Jensen, totalmente desconhecida dos brasileiros até o presente momento... Igor deixa claro que não tem nenhum "amor próprio" de sua parte em relação ao assunto, e que resolveu pesquisar sobre o dinamarquês por puro divertimento.



E entre as primeiras informações 

obtidas pelo jornalista gaúcho estão:



- Antes de mais nada: Mikkel Jensen não é o nome profissional dele. Será bem mais fácil achar referências sob o nome Mikkel Keldorf, que ele usa com bem mais frequência;
- Seu perfil no Facebook (https://www.facebook.com/mtkjensen) parece que não existia antes de fevereiro de 2013. Suas primeiras postagens, já críticas à Copa, são de 19 de novembro. Antes disso só likes. (que o perfil seja novo não é absurdo: muitos criam perfis em redes sociais para uso em viagens ou contato com pessoas em países distantes. Tenho amig@s nessa situação e pode perfeitamente ser o caso aqui. talvez não postasse porque não tinha o que dizer – usava apenas para falar no chat, sei lá);
- O curioso é que a pessoa creditada no Facebook como sua namorada, Melanie Festersen Spile (https://www.facebook.com/melanie.spile), também não tinha perfil no Facebook antes de fev/2013. Ela viajou junto com ele? Criou perfil exclusivamente para conversar com o namorado que viajava? É possível;
- O único lugar onde é possível achar contribuições frequentes de Mikkel Keldorf é no Pladepressen (http://pladepressen.dk), que parece ser um site focado na cena musical da região onde ele mora. Mikkel escreveu uns artigos e tirou fotos para o veículo, que durou um ano ou um pouco mais. As últimas atualizações na página do Pladepressen no Facebook (https://www.facebook.com/Pladepressen) são de… Fevereiro de 2013. Ou seja, razoável deduzir que Mikkel Keldorf era um dos sócios do Pladepressen e desistiu da empreitada quando resolveu vir ao Brasil, no começo do ano passado (se quiserem ler uma edição do Pladepressen:http://pladepressen.dk/wp-content/uploads/2012/10/PladePressens-e-mag-oktober.pdf);
- Então Mikkel Keldorf – que tem material esparso publicado em alguns lugares desde 2012, incluindo viagem à China e inclusive uma reportagem sobre Ronaldinho (http://www.tipsbladet.dk/content/druk-og-damer-ronaldinhos-fede-fodboldferie), mas nada antes disso – vem ao Brasil. Edita, até onde consegui puxar, um único material jornalístico entre setembro de 2013 e abril de 2014: uma reportagem em vídeo para a TV2 dinamarquesa (http://nyhederne.tv2.dk/2014-03-31-reportage-sikkerheden-i-rio-vakler-forud-vm) sobre ações policiais na Favela da Maré, no Rio;
- Aí como sabemos, ele se revolta com coisas que descobre em Fortaleza e, ao invés de fazer um material jornalístico bombástico sobre o que achou, decide largar a cobertura da Copa de mão (seu sonho) e volta para casa. Sabe onde sua decisão é noticiada primeiro? Na Dinamarca, mais precisamente no dia 9 de abril: http://ekstrabladet.dk/sport/fodbold/landsholdsfodbold/vm2014/article2258090.ece
Até aí, ninguém noticiou nada a respeito dele no Brasil;
- Curiosamente, um vídeo de quase 40mins é publicado no canal de Mikkel Keldorf no Youtube no dia 12https://www.youtube.com/watch?v=SjxWXjeOFc8 Esse vídeo é curiosíssimo e para mim, intrigante. Nele, o jornalista não faz matéria alguma: é entrevistado por figuras ocultas, que em nenhum momento se identificam – o vídeo, embora editado de forma competente, não tem créditos senão o do próprio Mikkel, aqui também Keldorf e não Jensen. Quem o entrevista? Por que esse material (uma boa história em potencial) só aparece na página do próprio Keldorf e não da(s) pessoa(s) responsável(is) pelo vídeo? Por enquanto, não se sabe;
- Finalmente, dois dias depois de postar o vídeo no YouTube, Mikkel faz um desabafo em sua conta no Facebook, que serviu de base para todas as matérias feitas até aqui. Ninguém parece saber que a história foi divulgada semana passada na Dinamarca, nem que um vídeo enorme foi publicado pelo próprio Mikkel no fim de semana. Ou seja, ninguém falou com Mikkel Keldorf Jansen ou foi além do post no facebook para escrever suas matérias.
Meu palpite(e é tudo palpite mesmo, nada além): Mikkel Keldorf é um jornalista eventual – um cara que viaja para lugares distantes como turista e oferece material a jornais dinamarqueses para ajudar a pagar as contas. Posso ter pesquisado mal, mas não achei nenhuma produção jornalística consistente de sua parte, a não ser no Pladepressen, uma pequena revista regional sobre música que parece ter sido projeto dele próprio....
...Não acredito na história de Mikkel Keldorf. 

Para mim, ele voltou por falta de trabalho e romantizou a situação em benefício próprio, convencendo algumas pessoas no meio do caminho – que chegaram a gravar um vídeo, mas não o publicaram. Talvez por acharem que não valia a pena. Chamo a atenção para o fato de que o único trabalho que Keldorf comercializou aqui é… em vídeo.



Igor Natusch - jornalista




Quem quiser ler a matéria de Igor Natusch para o site Pragmatismo Político na íntegra clique na imagem abaixo:
 site Pragmatismo Político


Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Só para os amigos!


Mikkel admite que não checou 

as informações recebidas em Fortaleza


Em matéria publicada hoje, 17 de abril, no Portal Terra, o jornalista Mario Camera, correspondente de Paris, conseguiu entrevista com Mikkel Keldorf Jensen onde fica bem claro que o inexperiente jornalista dinamarquês admite 
"não ter seguido a regra número 1 do jornalismo: checar a informação". 





Nesta mesma matéria, Mario Camera ainda diz que segundo Mikkel  "a informação foi conseguida através do contato dele com pessoas responsáveis por cuidar de crianças de rua em Fortaleza."... mas que segundo entrevista ao site UOL "membros de duas ONGs voltadas ao cuidado de jovens na capital cearense (O Pequeno Nazareno e Barraca da Amizade) confirmaram que tiveram contatos com Jensen, mas negaram veementemente que tenham falado sobre extermínio de menores".  
E ainda, em contato com o Governo do Ceará, a assessoria do governador Cid Ferreira Gomes negou qualquer registro de morte de crianças de rua e disse que não existem denúncias de casos como os relatados por Mikkel Jensen. 

Para ler na íntegra a matéria do Portal Terra, clique na imagem abaixo:
 portal Terra

Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Só para os amigos!


Conclusões finais


Diante dos textos que li nos últimos dias, consigo concluir, até o momento, que Mikkel Jensen mente!


Penso que, este dinamarquês, como jornalista eventual, independente, e sem experiência alguma, não conseguiu manter-se no Brasil por mais tempo, por falta de dinheiro para isso, e tentou a todo custo, vender alguma matéria, mesmo que fosse "inventada".


Só não contava ele que a repercussão desta atitude irresponsável fosse tão bombástica, e que seu "depoimento" despertasse tanta rejeição de muitos brasileiros... pois houve.


Como disse antes no início deste artigo, "desde já deixo claro que sou da opinião de que toda e qualquer denúncia deve ser investigada, seja qual for a fonte que a divulga". 


Acredito que os conselhos tutelares, as autoridades policiais e judiciárias de Fortaleza, devem investigar a fundo estas afirmações de Jensen, penso até que um caso como este, se realmente está ocorrendo, é de âmbito maior e caberia à Polícia Federal investigá-lo. 


Quanto a Mikkel Jensen, ainda continuo estranhando o fato de um jornalista jovem como ele, sem relevância nenhuma em sua carreira, fugir de um furo jornalístico como este... correr assim de um furo jornalistico é de sentir vergonha de si mesmo, eu sentira.


Ao abandonar uma investigação tão importante, ele teve a grande chance de sua vida e desistiu dela.


Ainda continuo acreditando, até o momento ao menos, que ele mente... pois até agora ninguém em Fortaleza admitiu que tais crianças desapareceram... e nem se sabe se estas crianças existem ou existiram... e ainda, porque só ele conseguiu uma informação de tal importância?


Outro fato que pude observar é que o único jornal que deu apoio a Mikkel Jensen, publicando seu "depoimento", foi a Tribuna do Ceará, veículo informativo ligado ao ex-senador recifense Tasso Jereissati, desafeto declarado do ex-ministro Ciro Gomes, que por sua vez é irmão do governador de Recife, Cid Gomes.


Dizer que Mikkel Jensen, ou Mikkel Keldorf, ou seja lá quem for este dinamarquês, é jornalista, é uma ofensa a esta classe que já sofre tanto nas últimas décadas com o jornalismo impressionista e sem ética que se pratica em grandes corporações pelo mundo.


Este dinamarquês conseguiu grande projeção em seu trajeto pelo Brasil, às custas de informações que ele mesmo admite não ter investigado, basta agora avaliarmos, nós brasileiros, qual o benefício que ele nos trouxe, se houve algum benefício... para mim, não houve, ao contrário, é como se este "jornalista" cuspisse em nosso solo por puro desprezo ao nosso país...  


...na minha opinião ele não passa de um cidadão europeu com sua visão colonialista e sem nenhum respeito pelo Brasil.


Espero e gostaria de estar errado nesta minha conclusão!




Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Só para os amigos!





Outras publicações sobre o fato

(clique nas imagens abaixo para ler seus respectivos textos)




 1



 2

segunda-feira, 14 de abril de 2014

O que faz de Valesca Popozuda uma grande pensadora contemporânea?



Sinceramente? 
Não sei!





Acredito ainda, que esta pergunta deveria ser feita a pelo menos 10 % dos internautas que visualizaram até este momento, 23.982.023 vezes o vídeo "Beijinho no Ombro" publicado em 27/12/2013 no canal de Valesca Santos(a Popozuda) no Youtube... 

...lembrando que uma destas visualizações é minha! 
Para mim, apenas uma já foi suficiente!


Mas continua no ar a pergunta, Valesca Santos(a Popozuda) é uma grande pensadora contemporânea?

Segundo Antonio Kubistchek, professor de filosofia de uma escola da rede pública de Taguatinga, no Distrito Federal, que inseriu na prova mensal de seus alunos de 2º e 3º ano, uma questão de múltipla escolha citando a cantora de funk Valesca Popozuda, ela é sim uma "grande pensadora contemporânea".





Com esta afirmativa do professor Antonio, na questão número 11 de sua prova, foi como jogar um fósforo aceso em um tambor cheio de gasolina... a explosão de críticas foi nacional... Facebook e outras redes sociais se inflamaram ao ver compartilhada a foto da página da questão polêmica na prova do professor Antonio.

Valesca Popozuda? Grande pensadora contemporânea?

E quando a notícia tomou as páginas dos jornais impressos e as telas de TV através dos tele-jornais brasileiros, aí sim a "bomba atômica" explodiu realmente!

Vou procurar ser claro e rápido em minha reflexão!

Eu não considero Valesca Santos(a Popozuda) uma grande pensadora contemporânea, acredito que nem pensadora ela é... até porque, nem a letra do seu hit "Beijinho no ombro" é de sua autoria, e sim dos seus amigos Wallace Vianna, André Vieira e Leandro Pardal... e, sinceramente, não será cantando funk, ou lendo Machado de Assis, como a funkeira admitiu em recente entrevista, que ela se tornará uma grande pensadora! 


Vou repetir, "eu não considero a Valesca uma grande pensadora"... mas uma grande parte da legião de fãs do Funk nacional acredita que sim, que ela é uma "grande pensadora contemporânea"... e sabem?... muitos deles podem e tem o direito de considerá-la uma pensadora, ou mesmo uma grande pensadora.

Vivemos numa nação livre, onde o pensamento é livre... onde o querer e o gostar disso ou daquilo é livre também... e desde que isso não cause danos a ninguém, sejam morais, cíveis ou físicos, devemos respeitar.


Mas tenho que dizer que discordo do professor Antonio, mesmo que alguns de seus alunos e muitos adeptos do funk, estejam aplaudindo sua atitude. Este professor conseguiu causar uma grande polêmica neste país... muitos até se revoltaram com sua atitude, entre estes, muitos professores também. Porém, confesso, não consegui entender até o momento, qual foi a intenção dele em "criar tanta polêmica"... que tipo de discussão ele tentou motivar? Qual o seu objetivo?


O que é ser "pensador"?

Ser pensador(ou pensadora) é ter o hábito ou a capacidade de emitir opiniões sobre determinados assuntos, e fazer isso de maneira original, sem plagiar pensamentos alheios.






O Pensamento Livre é um movimento surgido nos séculos XVIII e XIX, tinha como meta desenvolver o raciocínio liberto e em contraposição a qualquer influência de idéias preconcebidas...desta época surgiram grandes pensadores, e com o tempo o "livre-pensar" ganhou força e popularidade... nomes como Voltaire e Thomas More são considerados predecessores deste movimento... hoje, Millor Fernandes é considerado um dos nomes do livre-pensar no Brasil.

Com o tempo, o Pensamento Livre tornou-se um movimento popular... Oscar Wilde, com sua capacidade aguda de emitir pensamentos certeiros em seus escritos, de linguagem simples e clara, foi um dos grandes responsáveis por essa popularização... com o advento da internet, seus pensamentos e os de muitos outros personagens da história mundial tornaram-se acessíveis a todos... e com isso, qualquer blogueiro, internauta, ou mesmo uma dona de casa, passou a exercer o seu direito de "livre-pensar".

"Pensando" assim, por este prisma, até concordo que Valeska Santos(a Popozuda) possa um dia, no futuro, se tornar uma pensadora... se ela pensa, e muitas vezes pensa e "emite opiniões sobre determinados assuntos, e faz isso de maneira original, sem plagiar pensamentos alheios", um dia poderá ser reconhecida como uma pensadora... mas admitir que hoje ela é uma "grande pensadora contemporânea", penso que o professor Antonio "viajou na maionese"... e se houve alguma ironia por parte deste professor nesta afirmativa, isso não ficou bem claro na questão da sua prova.

Mas se Valesca Santos(a Popozuda) não é uma "grande pensadora contemporânea", e nem sequer seja uma pensadora, porque esta afirmativa do professor Antonio causou este grande furor nacional?

Simples e claro, um dos motivos principais é o preconceito que existe em torno do Funk Nacional. 

Oras, os que me conhecem a mais tempo sabem o quanto defendo a boa Música Brasileira em meu blog Mosca na Sopa... e não curto este estilo, mas mesmo assim, como editor deste blog, tenho que admitir, o Funk já é uma realidade musical neste país, e temos que aceitar isso, e mais, é um estilo musical que tem se desenvolvido de uma forma que merece respeito... ou vocês pensam que o Samba, a Bossa Nova, o Rock Nacional e tantos outros estilos não enfrentaram preconceito e críticas quando surgiram?

Temos que admitir, o Funk é um grande aglomerador da opinião de jovens por todo o país, é popular e o conteúdo das letras das músicas deste estilo tem amadurecido. E ainda, são milhares e milhares de novos fãs surgindo a cada dia...porque não reconhecer que possa haver entre os funkeiros, novos pensadores? Mesmo que não sejam popozudas e popozudos... 

Se a letra de uma canção do Chico Buarque, do Tom Jobim, do Vinicius, ou até mesmo de compositores menos conhecidos pode ser considerada como "pensamento", porque não podemos considerar o mesmo em relação à letra de uma canção do Funk Nacional? Afinal, o Funk provém da cultura de massa, da cultura pop ou popular... 

e o povo pensa, o povo sente,

o povo é sábio!


Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Só para os amigos!




Mc Duduzinho

"Um covarde vive muito nesse mundo louco, 

mas eu prefiro morrer pra nascer de novo"   


    
Da Guedes

"Nós somos a sequela de um governo vigarista. 

Governantes brasileiros e sua falsa política..."




Grupo Expressão Ativa


"...Sei que o bem e o mal existem... 



só que o mal maqueia a cara, dobra o rabo, e esconde o chifre."






Grupo Facção Central



"Ninguém nasceu pra queimar ônibus, trocar com o choque... 



protagonizar o medo, como Hitchcock."



Dina Di


"Não quero ser mais, e nem menos que ninguém. 


E o que você quer pra mim, eu quero em dobro pra você também."

terça-feira, 8 de abril de 2014

Você generaliza ???



"Toda generalização é perigosa,

inclusive esta."

Alexandre Dumas




Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Você generaliza???


Certa vez li uma crônica cujo texto era genial, não me lembro em qual jornal foi publicada, só me lembro que o título era "Toda generalização é burra?".

Revirei a web e não consegui encontrar tal texto. Mas vou tentar fazer uma reflexão pertinente, por acreditar que nos dias atuais precisamos entender melhor o que vem a ser o ato de "generalizar".


Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Você generaliza???


É muito comum ouvir, ou mesmo dizer, que todo "político é corrupto, todo padre é pedófilo, todo pastor é rico, todo policial é bandido...", pensar assim é generalizar, pois sabemos que nem todo político é corrupto, nem todo padre é pedófilo, nem todo pastor é rico e nem todo policial é bandido... mas nós, brasileiros, já temos arraigado em nosso modo de pensar e viver, o hábito de generalizar.


E o que é generalizar?

Generalizar vem de generalização que é um elemento fundamental da lógica e do raciocínio humano.

A generalização é uma dedução baseada na reunião de propriedades particulares e diversas, que o autor entende serem verdadeiras. 

O ato de generalizar é uma estratégia do raciocínio e não uma realidade comprovada. Deduz-se que sobre determinado assunto ou tema, tudo o que se relacione a ele seja idêntico.



Mas então, toda generalização é burra? 

Toda generalização não é burra, pois se assim acreditarmos, até mesmo esta afirmação de que toda generalização é burra, será burra também.

Um exemplo de que nem toda generalização é burra está na própria ciência, pois que todo experimento científico baseia-se na generalização e na observação sistemática dos fatos em que são levados em conta o maior número de resultados idênticos para que se conclua um estudo.

Assim sendo nem toda generalização é burra, mas é burra a generalização que é impertinente ou sem base científica.

Explicando melhor, a generalização é burra quando parte do princípio em que reúne num mesmo grupo todos os fatos, sem análise distinta de cada um e sem diferenciá-los.

Ou explicando melhor ainda, podemos dizer que toda generalização burra, é burra!

Portanto meus amigos, muito cuidado ao dizer que todo político é corrupto, pois não é, a maioria até pode ser, mas não a sua totalidade.

Cuidado ao dizer que todo padre é pedófilo, pois não é, alguns são, mas muitos não.

Cuidado ao dizer que todo pastor é rico, pois não é, alguns são sim, muitos outros não, e mesmo assim, alguns enriqueceram por meios honestos, embora outros não.

Cuidado ao dizer que todo policial é bandido, pois não é, alguns até são, mas muitos outros não são. 

E mais!

Cuidado ao dizer que a mulher não sabe dirigir, pois muitas mulheres dirigem melhor que muitos homens.

Cuidado ao dizer que todo homem casado é infiel, muitos não são infiéis, e ainda, muitos homens são casados com mulheres que são infiéis, embora muitas outras mulheres sejam extremamente fiéis aos seus homens.



Blog de elsonfuturista : "Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras." Francisco de Assis, Você generaliza???



Generalizar muitas vezes é uma forma de
preconceito e de falta de imaginação.


Se entendeu o que digo, cuidado ao generalizar
sobre algo ou alguém, pois você também pode ser
vítima da generalização um dia!




"Toda a generalização

é uma hipótese."

Henri Poincaré





por Elson